Dica

Amarração

Pessoal, hoje vou dar uma dica de amarração de tênis que tem como objetivo segurar mais o calcanhar, evitando que, em descidas, o pé escorregue e o dedão ou todos os dedos batam na ponta do tênis.

Talvez muitos já a conheçam, mas eu aprendi essa técnica há pouco tempo e venho fazendo algumas experiências. Com meu treino de hoje, uma caminhada forte de quatro horas com muitas subidas e descidas, acho que a amarração passou nos testes.

Por isso, mesmo sem a ajuda de gráficos, vou tentar usar minhas limitadas habilidades de descrição para dar a dica.

Primeiro, entenda o objetivo da amarração: prender mais o calcanhar, evitar que o pé jogue dentro do tênis, mesmo em descidas.

Segundo, vamos todos falar a mesma linguagem. Eu vou usar basicamente as expressões primeiro furo e segundo furo (por onde passa o cadarço). Primeiro furo é o mais perto da perna, dali que você pega o cadarço para dar o nó. Segundo furo, portanto, é o imediatamente seguinte (ou imediatamente anterior, se você olhar o tênis da ponta para a ré).

Você coloca o cadarço normalmente. ANTES de dar o nó, no primeiro furo, puxe o cadarço para cima no segundo furo, criando abas (ou orelhinhas, como ensinou o vendedor que me deu esta dica). Daí, passe o cadarço por dentro dessa aba e puxe para trás. Você vai sentir um tranco no calcanhar, pois o tênis está ficando mais seguro, mais preso. Agora simplesmente complete a amarração como de costume.

Não exige prática nem habilidade. O vendedor faz uma espécie de mantra ao ensinar essa amarração: "Orelhinha, orelhinha (referindo-se às abas criadas de cada lado), passa, passa, puxa, puxa, amarra". Não repitam isso em público. Ou repitam, se quiserem.